quarta-feira, 16 de julho de 2014

Israel é um estado terrorista ...

Israel é um estado terrorista cuja nação se origina da união ancestral de 12 tribos nômades a partir de uma suposta promessa de um deus fictício - porque pra mim todo deus é ficticio - para invadir um território, a Palestina, e tomá-lo numa guerra "santa", religiosa. Depois foram eles também sistematicamente invadidos e subjugados, até que sua nação foi dissolvida, o templo de sua religião - sangrenta, na época, baseada em sacrifiícios de sangue - pobres cordeiros - destruído e seu povo disperso pelo mundo, sendo visto como pária e parasita. Esta situação atingiu o auge do insuportável durante o século XX da Era cristã, quando eles foram perseguidos e sistematicamente exterminados pelos nazistas alemães, no triste episódio conhecido como "Holocausto judeu". A tragédia fortaleceu o sionismo, ideologia criada em cima de uma farsa - "uma terra sem povo para um povo sem terra" era o lema -, já que a palestina não era uma terra sem povo, árabes vivem lá desde tempos imemoriais. O que não havia era uma nação, já que a palestina era "apenas" um protetorado britânico. Boa parte do resto do mundo encampou a idéia e deu suporte á criação, A FORCEPS, precipitada e na base da brutalidade e da ocupação, do Estado de Israel, para resolver o "problema judeu" - sim, porque engana-se que acha que o antisemitismo era um sentimento exclusivo dos nazistas. As consequencias nós vemos todos os dias, até hoje ...


Mas deixo claro que não sou antisemita, sou antisionista. Acho que a criação do Estado de Israel é um fato consolidado e só resta aos envolvidos neste conflito terrivel tentar, até o fim, uma coexistencia e convivência pacífica entre dois estados, um judeu, outro palestino.

A

#


Nenhum comentário: